Associação Brasileira dos Terminais Retroportuários
e das Empresas Transportadoras de Contêineres

  • Sobre a ABTTC
  • Nossos associados
  • Associe-se
  • Contate-nos
  • Convênios
  • Área do associado
    Webmail

    Notcias do Setor

    Macri afirma estar conversando com Brasil sobre comrcio livre com os EUA
    04/07/2019 - Suno


    O presidente da Argentina, Mauricio Macri anunciou estar juntamente com o presidente do Brasil Jair Bolsonaro negociando um acordo de livre-comércio com os Estados Unidos. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (4) durante um evento de pequenas empresas. 
     
    “O ministro das Relações Exteriores me disse que estamos falando com o Brasil para termos um acordo de livre-comércio com os Estados Unidos. O mundo se interessa por se relacionar conosco”, disse Macri. 
     
    Além disso, durante evento Macri comentou sobre o acordo entre a União Europeia e Mercosul. Para o presidente o acordo é uma oportunidade histórica.
     
    Acordo entre UE e Mercosul 
     
    O acordo entre os dois blocos foi anunciado no dia 28 de junho deste ano e prevê que 92% das exportações do Mercosul será destinado à União Europeia isentas de impostos. 
     
    “No comércio internacional, países fazem parcerias comerciais entre si com o objetivo de desenvolverem suas economias”, afirma o fundador da casa de análises, SUNO research, Tiago Reis.
     
    Por sua vez, as exportações da UE ao bloco sul terá 91% das tarifas retiradas. Para os automóveis e peças de veículos o prazo será estendido por 15 anos. O acordo entrará em vigor após o parlamento europeu e o Congresso dos países sul-americanos ratificarem o trato.
     
    O secretário de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Marcos Troyjo, disse em entrevista ao jornal “BBC News”, que o acordo não traria milagres à economia brasileira, no entanto, forneceria crescimento. 
     
    “Em muitos casos, as economias entram em entendimentos comerciais internacionais, elas se encontram também em uma situação de desempenho aquém de outro momentos históricos. Ainda assim, o comércio foi o grande impulsionador de novas fases de crescimento”, disse Troyjo.
     
    Além disso, o secretário destaca que a proximidade entre o Bolsonaro e o presidente americano Donald Trump “foi um dos muitos fatores que ajudaram na conclusão do acordo nessa conjuntura”. 
     
    Dessa forma, em relação ao acordo firmado com a UE e ao possível acordo com os EUA, Macri afirmou “precisamos nos prepara para sair do isolamento”. 
     
     
    Comentar
    Indique