Associação Brasileira dos Terminais Retroportuários
e das Empresas Transportadoras de Contêineres

  • Sobre a ABTTC
  • Nossos associados
  • Associe-se
  • Contate-nos
  • Convênios
  • Área do associado
    Webmail

    Notícias do Setor

    ABTTC cobra providências da ARTESP
    30/05/2019 - Assessoria de Imprensa


    Na manhã do dia 29 de maio, a ABTTC representada pelo seu Presidente Sr. João Ataliba de Arruda Botelho Neto e pelo Diretor Executivo Sr. Wagner Rodrigo Cruz de Souza, foram recebidos na Agência de Transportes do Estado de São Paulo – ARTESP pelo Sr. Ailton Araújo Brandão.
     
    O objetivo da reunião foi alertar a Agência Reguladora quanto aos impactos que poderão ser causados, na já complicada Av. Eng. Plínio de Queiroz, em decorrência da construção do acesso a um novo empreendimento, localizado a cerca de 50 metros da confluência do trevo da Rodovia Cônego Domênico Rangoni (ramal Usiminas), que, de acordo com os associados da entidade, não atende as normas legais vigentes, principalmente aquelas que devem ser seguidas pelos polos geradores de tráfego, o acesso não apresenta faixa de recuo para a desaceleração dos veículos pesados e possui ângulo inadequado, tornando o local propenso a acidentes e tombamentos.
     
    A ABTTC solicitou providências quanto a correta sinalização aérea e de solo, além da adoção de medidas de fiscalização constante que coíbam a utilização do viário de acesso à Rodovia Cônego Domênico Rangoni, braço ramal USIMINAS, para o estacionamento irregular de veículos de carga, inclusive com a obstrução de faixas de rodagem, comprometendo a fluidez do viário.
     
    Também foi abordada a ocupação por comércio irregular sob o Viaduto COSIPÃO, trecho de responsabilidade do DER/ECOVIAS, no local também ocorre a varrição de restos de soja e de fertilizantes, que são ou irregularmente comercializados, ou descartados no viário, ou até mesmo descartado no Rio Mogy. João Ataliba também destacou que o viário local sob o Viaduto COSIPÃO, de responsabilidade do DER/ECOVIAS, carece de manutenção das faixas de rodagem e da instalação de placas de sinalização, sendo necessária urgente intervenção para a manutenção da fluidez do viário, que já apresenta condição bem degradada.
     
    O representante da ARTESP Ailton Brandão recebeu da ABTTC um farto material fotográfico quanto aos fatos narrados, demonstrando preocupação quanto as colocações da entidade, informou ainda que recentemente recebeu informações semelhantes por parte da Polícia Militar Rodoviária e que o assunto será imediatamente discutido na Diretoria da ARTESP para a implementação de ações urgentes.
    Comentar
    Indique