Associação Brasileira dos Terminais Retroportuários
e das Empresas Transportadoras de Contêineres

  • Sobre a ABTTC
  • Nossos associados
  • Associe-se
  • Contate-nos
  • Convênios
  • Área do associado
    Webmail

    Notícias do Setor

    Grupo Maersk adotará tecnologia que monitora o interior dos contêineres
    17/04/2019 - Revista Tecnologística


    O Grupo Maersk colocará em operação no terceiro trimestre deste ano a tecnologia Remote Container Management (RCM), ou Gerenciamento Remoto de Contêiner, que permitirá monitorar as condições dentro do contêiner desde o momento do embarque das mercadorias até a entrega no destino final. Ao todo, 370 mil contêineres reefer da frota contarão com a ferramenta.
     
    A meta com a novidade, que está sendo desenvolvida em conjunto entre todas as empresas do grupo, é de que os clientes tenham uma visão ainda melhor da situação de suas cargas em tempo real, por meio de um aplicativo.
     
    O RCM poderá ser utilizado no transporte de carga fresca, congelada ou farmacêutica, eliminando o risco de avarias inesperadas quando o contêiner é aberto. A tecnologia permitirá que o cliente tenha, em tempo real, a visão completa do estado de sua carga, identificando a melhor maneira de agir caso ocorra algum imprevisto durante a operação.
     
    De acordo com o Reefer Sales Manager da Hamburg Süd, Rodolfo Salles, com essa tecnologia o cliente alcançará um novo patamar de monitoramento, o que garante mais transparência em todo o trajeto da carga. “Os principais benefícios são flexibilidade para tomada de decisões, controle do número de dias em que a carga está viajando, o local exato em que se encontra num determinado momento, além da possibilidade de verificar se as mercadorias se mantiveram nas temperaturas necessárias para que cheguem ao destino final nas condições ideais”, explica.
     
    A solução 2.0 do RCM contará com o apoio do assistente virtual Capitão Peter, que informa proativamente, entre outros dados, o local em que o contêiner está, a variação de temperatura e a ventilação. “O RCM permitirá uma ampla cobertura, especialmente para cargas resfriadas, como frutas, carne e mercadorias mais sensíveis”, pontua.
    Comentar
    Indique